Áreas de atuação

Aneurismas

Aneurismas são dilatações das paredes do vasos. Podem ocorrer em qualquer artéria do corpo, como carótidas, artérias dos membros superiores e inferiores e aorta. Nesta breve descrição, daremos especial atenção ao aneurisma da aorta abdominal, por se tratar do tipo de aneurisma mais comum na prática do cirurgião vascular.

O aneurisma de aorta abdominal trata-se de uma dilatação da aorta (principal artéria do corpo e localizada no tronco) em sua porção localizada no abdome.

Na maioria dos casos o crescimento é lento e os sintomas estão ausentes. Os sintomas geralmente ocorrem quando o aneurisma está em crescimento e incluem dor abdominal, dor lombar e sensação de pulsação no abdome.

Os fatores de risco incluem idade avançada (maiores de 65 anos), sexo masculino, tabagismo, pressão alta e história familiar.

O diagnóstico pode ser suspeitado pelo simples exame físico do abdome por um médico e confirmado por um ultrasom de abdome, ecoDoppler da aorta ou tomografia computadorizada.

Por se tratar da principal fonte de irrigação de sangue de nosso corpo, rutura da aorta pode causar sangramentos fatais. Sabemos que quanto maior o aneurisma ou quanto mais rápido o aneurisma cresce, maior o risco de rutura.

O objetivo do tratamento é evitar que o aneurisma rompa, já que uma cirurgia para correção do aneurisma após sua rutura apresenta mortalidade muito alta. O tratamento depende do tamanho do aneurisma e sua velocidade de crescimento. Em aneurismas pequenos e de diâmetro estável, em geral apenas fazemos o acompanhamento e monitorização através de exames de imagem. Aneurismas com diâmetros maiores que 5 a 5,5 cm, em geral recomenda-se a intervenção cirúrgica. Atualmente a maioria dos pacientes pode ser submetida a cirurgia endovascular, que se trata de método menos invasivo e com tempo de recuperação menor. Porém cerca de 30% dos pacientes apresentam características que os impedem de realizar o reparo endovascular, sendo necessária a cirurgia aberta. O médico especialista tomará a decisão terapêutica de acordo com alguns fatores como a idade do paciente, suas condições físicas e as características do aneurisma.